Beatles vs Rolling Stones
07-07-2014

Em homenagem às duas bandas, gravamos releituras de “Can’t buy me love” e “Love is strong”, deixando para trás a velha discussão sobre qual delas é a melhor banda de rock clássico.

Em 2012, tive a sorte de ser convidada pelo Portal UOL para fazer parte da “Homenagem aos 50 anos dos Rolling Stones”, que contou com a participação de artistas e bandas de estilos variados, cada um tocando uma música dos Stones em seu próprio estilo musical, em um vídeo produzido pela própria banda. Pitty, Falamansa, Tiê, Marlon e Maicon, Paulo Ricardo e Nasi foram alguns dos que marcaram presença nesta homenagem, que lançava um videoclipe por dia em destaque no Portal da UOL, o maior da América Latina. Escolhi fazer a música “Love is strong” (que eu amo), do álbum Voodoo Lounge, produzindo a música com a banda e registrando as imagens em um clipe,  que pode ser conferido aqui:

 

 

Já em 2013, recebi um convite para fazer um dueto com Andrew Tosh para o álbum de “Tributo Reggae aos Beatles”, que contou com expoentes do reggae mundial, tais como Pato Banton, Groundation, Don Carlos, Yellowman, Ali Campbell, Cultura Profética, Los Cafres, Big Mountain, David Hinds do Steel Pulse, bem como as nacionais Tribo de Jah, Leões de Israel, Armandinho e Olodum, todos contribuindo com suas próprias versões em reggae de hits dos “Garotos de Liverpool”. Novamente, a banda e eu produzimos juntos a música, escolhi a famosa “Can’t buy me love”, pela possibilidade de fazer uma brincadeira com a letra ao trocar os pronomes e parecer um diálogo entre um casal (Andrew e eu), e este dueto pode ser ouvido aqui:

 

 

Qual das duas bandas inglesas é a mais importante? Quem se importa. O fato, é que me senti muito feliz em poder homenagear ambas através da nossa linguagem musical, e que agora o show conta com duas músicas mais do que especiais, para rechear o repertório e fazer a galera curtir e dançar.